Itararé – São Paulo – 2o. dia / Day 2

Energias recuperadas após uma boa noite de sono e, claro, um início de roteiro incrível, lá estávamos todos à postos para o segundo dia da nossa aventura.

O segundo dia todo percorrido em terras paranaenses, na cidade de Sengés (3 km distante de Itararé), porém ainda pertencente ao Vale do Itararé.

E esse segundo dia prometia, já que iríamos fazer a Trilha das Cachoeiras, as atrações que levaram todos a escolher o roteiro de Itararé e que contemplava: Cabeceira do Lajeado, Cachoeira dos Pinheirinhos, Cachoeira dos Veadinhos, Cachoeira do Lajeadão e o Poço Fundo.

  • Cabeceira do Lajeado:

Praticamente um oásis no meio daquela trilha. Um pequeno recanto na mata onde pudemos curtir a deliciosa cachoeira e admirar a natureza. Uma sensação de estar num cenário de algum filme como “Na natureza selvagem”.

  • Cachoeira dos Pinheirinhos:

Está foi apenas para contemplação e à distância. Ainda assim, foi uma excelente pequena pausa na trilha para admirar a natureza.

  • Cachoeira dos Veadinhos:

Um belíssimo conjunto de quedas que propiciou um excelente visual e, claro, um excelente ponto para banho.

Nessa cachoeira ainda havia uma piscina natural que nos deu a chance para ótimos mergulhos.

  • Cachoeira do Lajeadão:

A partir desta cachoeira nos embrenhamos numa trilha pela mata atlântica adentro. Mata com certa dificuldade de acesso e com subidas íngremes, o que exigiu um certo esforço e um trabalho em equipe.

  • Poço Fundo:

Por aqui passa o rio dos minérios e nesse trecho, especificamente, um conjunto de poços, num formato de uma jacuzzi, se torna a atração perfeita para se refrescar depois de uma trilha puxada.

Os encantos de Itararé não estão somente em suas trilhas e cachoeiras. Após um banho revigorante no Poço Fundo, lá fomos nós rumo ao sítio da Dona Augusta, saborear o delicioso e, já famoso, bolinho de chuva. Na verdade era mais que isso. Uma mesa no quintal atendia aos turistas com: bolinho de chuva, café, leite, queijo, pão, manteiga e goiabada.

Precisa de algo mais?

Legal comentar que a Dona Augusta não cobra por esse delicioso e variado café da tarde, porém todos contribuem voluntariamente para ajudar nas despesas do lanche.

______________________________________

After a good night of sleep and an incredible beginning of our journey, we all had our energy recovered and we were ready for our second day of adventure.

The itinerary of the second day was done in Parana state (not Sao Paulo) in the town of Sengés (3 km far from Itarare) but belonging to Itarare valley.

And this second day was The Day, as we were on the way to the Waterfalls Trail, the attractions everybody was looking for when it was decided for this trip. The trail included the following waterfalls: Cabeceira do Lajeado, Pinheirinhos (“Little Pine Trees”), Veadinhos (“Little Deers”), Lajeadao and Poco Fundo (“Deep Well”).

  • Cabeceira do Lajeado:

It was something like an oasis among those trees and trails. A small secluded place where we could enjoy a nice waterfall bath and admire the nature surrounding us. It gave us a sensation of being in a scene of a film such as “Into the Wild” or something like this.

  • Pinheirinho Waterfall (“Little Pine Trees”):

This was another waterfall just admired by the distance. Even though, it was an excellent moment of rest and also to feel the nature.

  • Veadinhos Waterfall (“Little Deers”):

A beautiful group of waterfalls which offered us  the view and the best place for another bath moments.

In this waterfall there is a natural pool perfect for some dives.

  • Lajeadao Waterfall:

After leaving this waterfall we aimed a difficult but a pleasant trail through the Atlantic Forest. It presents some steep climb demanding some efforts and teamwork to reach the top.

  • Poco Fundo (“Deep Well”):

River of Ores is responsible for creating this group of wells, in a format of a jacuzzi, which could not be more perfect to refresh ourselves after such a hard trail.

The charm of Itarare is not only related to its nature attractions. After this invigorating dive into those wells, there we were in the direction of  Dona Augusta´s farm (lady Augusta) to savour the delicious and famous bolinho de chuva (round small cake covered with sugar). In fact, it was more than that. On the table in the backyard there were: bolinho de chuva, coffee, milk, cheese, bread, butter and guava jam.

Do you need something more?

It´s nice to mention that Dona Augusta do not charge for this afternoon breakfast, however everybody contributes with the amount one thinks it´s fair.

IMAGENS DO CAMINHO / IMAGES FROM THE ROAD

01 02 03RUMO A CABECEIRA DO LAJEADO / TO THE CABECEIRA DO LAJEADO WATERFALL 

10 11 E NO CAMINHO, A CACHOEIRA DOS PINHEIRINHOS / ON THE WAY, THE PINHEIRINHOS WATERFALL.

12 13 14 15 CABECEIRA DO LAJEADO

15a 16 21 22 22a 23 24 25UMA COMPANHEIRA NA TRILHA / A FRIEND FROM THE TRAIL 

26 27 30 ARAUCARIA: ÁRVORE TÍPICA DA REGIÃO / ARAUCARIA TREE: TYPICAL OF THE REGION

31 32 33 34  35 36 40 41CACHOEIRA DOS VEADINHOS / VEADINHOS WATERFALL 

42 43 44 45UMA BELA FAMILIA / A BEUTIFUL FAMILY 

46 47E OUTRA COMPANHEIRA /AND ANOTHER MATE 

50 51 CACHOEIRA DO LAJEADÃO

52 53 54 55 55a 57 58 59RUMO À TRILHA / ON THE WAY TO THE TRAIL 

60 61 62POÇO FUNDO  

62a

63 64 65 66 67 68

70O SÍTIO DA DONA AUGUSTA / DONA AUGUSTA´S FARM 

71 72 73 74 75 76 77 78 DONA AUGUSTA E SEUS FAMOSOS BOLINHOS DE CHUVA / DONA AUGUSTA AND HER FAMOUS BOLINHOS DE CHUVA

80 PARA ALGUNS, OS BOLINHOS LEVAVAM A UM LONGA VIAGEM / FOR SOME, BOLINHOS DE CHUVA MADE THEM WANDER

81 82 90

 

Copyright 2011 © Ricardo Brandao.
All Rights Reserved / Todos os Direitos Reservados.

Contato: ricardo.brandao@uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *