Gustafi ao vivo no StudioSP/ live at Studio SP

02Eu tinha certeza de que o show do Gustafi (ver post sobre eles) seria energético, dançante, animado. E isso é fácil perceber. Basta assistir aos clipes da banda e, tudo isso lá está, em toda sua plenitude.

A minha dúvida, ao chegar no Studio SP, foi se a banda manteria a mesma dinâmica que eu esperava, com um público, digamos “mirrado”. Afinal, havia cerca de 30 pessoas para este show.

Como diz o nosso grande mestre, “Keep Wlaking”. E  foi o que os integrantes do Gustafi fizeram. Subiram no palco e com muito talento, simpatia e energia colocaram todo o público para dançar. E, o mais legal, é o que público respondeu à altura, deixando o clima mais que animado.

01A banda, originalmente, conta com 9 integrantes. Para cá, vieram 7: a bela Barbara Munjas (vocal), o enigmático Cedomir Mosnjas (bateria), os poucos expressivos Vlado Maruzin (guitarra) e Dino Kalcic (baixo), o discreto Edin Pecman (acordeão e teclados), o animado Edi Maruzin (vocal e guitarra) e o simpático Romano Hantih (tuba).

O show teve duração de quase duas horas e a platéia esteve presente, de corpo e alma, durante todo o tempo, mesmo sem entender uma só palavra das canções, eu presumo, afinal, o idioma “oficial” da noite era o Croata.

Gustafi reforçou o conceito de que a música é um idioma universal. A letra faz parte e é importante, mas existem outros códigos de comunicação nas canções, os quais possuem significados amplos, envolventes e cativantes. Ainda mais se forem transmitidos com vibração e alegria.

Os significados sonoros das canções do Gustafi foram muito bem assimilados…e deve ter gente dançando até agora.

Mais fotos do show.

________________________________

I was pretty sure Gustafi show would be an energetic, dancing and funny one. It´s not that diffcult to notice that at all. We only have to take a look at their videos and everything is there!

Nevertheless, I was wondering if the band would keep their vibe on the stage of Studio SP, considering the discreet audience of about 30 people.

As the “master” says:  “Keep walking”. And that was exactly what Gustafi did. Full of energy, empathy and talent they made the whole audience dance all night long.

Originally the band is formed by 9 members, however only 7 came to Brazil: the gorgeous Barbara Munjas (vocals), the enigmatic Cedomir Mosnjas (drums), the not so expressive ones Vlado Maruzin (guitar) and Dino Kalcic (bass), the discreet Edin Pecman (keyboars and accordion), the lively Edi Maruzin (vocals and guitar) and the sympathetic Romano Hantih (tuba).

It was an almost 2 hours gig and the audience was there with body and soul, although not understanding a word of the lyrics, I assume, as the “official” language of the night was Croatian.

Gustafi emphasised the concept that music is an universal language by itself and lyrics is part of each, an important one, but there are other elements, other codes of communication in it which present wide, involving and captivating meanings.

The meaning of Gustafi´songs was rather assimilated… and some people may be dancing until today.

Mais fotos do show./ More photos of the show

por dentro do Studio SP / inside Studio SP03 04 05

a platéia / the audience0607 08

0939enquanto o show não inicia…/ before the gig starts….10 Barbara antes…/Barbara before …11 …e durante / … and during the show

1212a e seus músicos / her musicians13

14 15 16 17

20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

31 323334 35 36 37 3840 41 42 43 44 4546 48 49 50 51 52 53 o lado “ghost” de Barbara/ “ghost” Barbara54 Ladies and Gentleman… this is Gustafi55

Ricardo Brandão © 2009

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *